Beagle – Raça de Cachorros

Beagle - Raça de Cachorros Animais de Estimação Cães Raças de Cães

Também na Grécia Antiga pôde-se perceber a vivência de um cachorro muito parecido ao Beagle inglês. Existem, em 433 a. c, registros de uma raça de cachorro capaz de sentir a presença de coelhos de muito longe.
Com o intuito de se chegar aos cães Beagle dos dias de hoje, podemos saltar alguns séculos no tempo, mais adequadamente da Grécia A. C até à Inglaterra no século XI, onde existem vários registros de várias raças que foram sendo misturadas até chegar ao Beagle que atualmente conhecemos. Com o intuito de se chegar até aos cachorros Beagle atuais, duas espécies de cachorros bem definidas foram mescigenadas: Talbot e Galgos Ingleses. Essas raças são especificadas como as mesmas linhagens dos cachorros Beagle modernos.
Apesar de cientistas conseguirem mapear a origem da maioria das espécies de cachorros modernos, no caso do Beagle havia um problema em termos de registros que acabou dificultando o trabalho. Beagle - Raça de Cachorros Animais de Estimação Cães Raças de Cães    O termo Beagle, em muitos registros antigos, era usado para se fazer referência a qualquer cachorro que fosse de tamanho médio. Estes registros datavam especialmente da Grã-Bretanha do século XVIII. Contudo esses registros atestam que durante o mesmo período existia uma preocupação em desenvolver uma espécie de cães de pequeno tamanho que fosse eficaz para a caça, principalmente de lebres e coelhos. É muito evidente que para executar essa tarefa o faro aguçado era essencial.
Pelo que esses registros mais recentes apontam, foi em relação à uma matilha do reverendo Phillip Honeywood, da Inglaterra, no período de 1830, que se originou uma pequena base pra o cão Beagle atual. Em meados do século XIX que iniciou-se a exportação de cachorros da raça Beagle para os Estados Unidos. Foi graças aos EUA que o cão Beagle tornou-se mais popular. Apesar de ter-se originado na Inglaterra, se pode pronunciar que os EUA foi o país onde o cão Beagle recebeu mais adesão.

Características do Beagle

O Beagle é um cão grandemente brando, audacioso, inteligentíssimo, bastante alegre e afetuoso. Apesar do seu tamanho mais compacto, não se iluda: ele é um cão bem robusto. Possui orelhas longas que pendem para os lados e pelagem curta, espessa e resistente. O cão Beagle, habitualmente, é tricolor e detêm as extremidades de cor branca.
Não há um peso definido para os cães Beagles, é necessário, primeiramente, verificar o seu porte e sua altura. O Beagle pesa entre 8 e 14 quilos, e, além disto, medir entre 33 e 40 cm. Estas informações são da Federação Internacional de Cinofilia.
Os Beagles possuem um excelente olfato, o que sugere que ao saírem para uma caminhada, são capazes de sair da visão do seu proprietário ao sentirem um odor que provoque a sua atenção. Por conta disso é pertinente adestrá-los desde pequenininhos para que possam acatar a seus donos no momento em que preciso.

Temperamento do Beagle

Dono de uma personalidade mansa e travessa, o cachorro Beagle é capaz de ser bastante sonoro, gostar de uivar e latir quando não ensinado da maneira adequada. Contudo, não fique preocupado: o cachorro Beagle é completamente fácil de lidar. É um cão que cria laços bastante fácil com crianças.
São habituados a ficarem juntos a outros cães, pois a contar da sua origem foram habituados a permanecer em agrupamentos, porém, salvo do seu temperamento, ele é um cachorro de caça bem eficiente. Beagle - Raça de Cachorros Animais de Estimação Cães Raças de Cães    O cão Beagle é muito sossegado e se encaixa a todos os modelos de vida, tanto na área rural como nas grandes cidades. Ele inclusive é bem levado.
Deve ser adestrado para se tornar obediente e atender comandos e chamados dos donos, uma vez que tende a ser birrento. Por ser teimoso e o seu adestramento ser difícil, este cão não é aconselhável pra donos inexperientes ou que não possuam pulso firme para adestrá-los da melhor forma. Alguns treinadores insinuam que o cachorro Beagle é um cachorro “o qual não pode ser adestrado”, uma vez que ele realmente apenas faz o que quer.
O temperamento da raça Beagle é muito balanceado. Os cães dessa espécie não mostram brutalidade nem timidez, podendo ser, inclusive, um cão alerta.

Conheça os benefícios de se comprar um cão da espécie Beagle

– São cães profundamente mansos e carinhosos
– São excelentes com crianças
– Muito afetuosos
– Lidam bem com o habitat urbano ou rural
– São cães de boa saúde
– Não necessitam de serem penteados diariamente ou serem tosados muitas vezes

Pontos fracos

– Possuem a tendência de ser destrutivos e dar perdido no proprietário
– São desobedientes e teimosos sendo muitas vezes considerados “cachorros que não podem ser adestrados” pelos adestradores
– Tendem a ficarem obesos
– Quando bem filhotinhos, são muito barulhentos e muito cansativos
– Um grande problema peculiar da raça é a tendência a apresentar problemas de pele, como eczemas e alergias
– Outro problema menos usual, é o “Beagle Tail”, que afeta mais cachorros com a base do rabo grosso. O Beagle Tail é uma inflamação das glândulas anais, que forma uma dobra entre a cauda e o ânus, abafando o local e gerando infecção. Pra medicar a “Beagle Tail” é essencial a utilização de anti-inflamatórios e também antibióticos.

Como tratar de um Beagle

Por serem muito inquietos, os exercícios devem ser feitos diariamente, ou, por outro lado, eles podem se tornar deprimidos ou obesos, porque, além disso, eles adoram comer. A refeição do cachorro Beagle deve ser muito equilibrada e balanceada.
Os banhos podem ser ocasionais, de quinze em quinze dias, com uma excepcional escovação ao final para remover os pelos soltos, o que já é suficiente para conservar a higiene do cachorro em dia. Lembre de cortar as unhas algumas vezes, no momento em que necessário, e realizar uma tosa vez ou outra.
No entanto, cuidados especiais devem ser seguidos em relação à região dos olhos e da orelha dos cachorros desta raça. O Beagle tende a sofrer com a otite, pois as suas orelhas são bastante caídas e longas, fazendo com que possam acumular mais sujeiras.
Eles são capazes de sofrer do distúrbio chamado de “Terceira Pálpebra” ou “Hiperplasia da Glândula de Harder”. Ela é caracterizada por criar uma película de carne muito esponjosa em volta da região dos olhos do Beagle.

Filhotes de Beagle

Com o intuito de se obter um Beagle, verifique a sua procedência a fim de que não ocorra contratempos pequenos. Filhotes de cão Beagle podem ser um grande desafio! O Beagle é um cão atraente com o interior de vagabundo, fiel aos seus sentimentos de caçador.
Os Beagles podem se tornar extraordinários companheiros, fazendo uma ótima parceria com seus proprietários ao longo de 14 anos ou até mais, ainda que ele possa parecer “largadão” ou auto-suficiente.
O filhote deve ter um aspecto vivo e contente e deve demonstrar que é curioso e bastante atento às coisas que ocorrem ao seu redor, sem sinais de medo ou agressividade. Evite adquirir cachorros bastante arredios, que se escondam das pessoas, já que este hábito pode dificultar a aprendizagem e a socialização do cão.
É importantíssimo que, uma vez escolhido o filhote, ele seja tratado com carinho, todavia sem esquecer de estipular limites claros para ele. Deve-se evitar toda vez que o filhote seja excessivo nas brincadeiras ou que desempenhe coisas erradas. É preciso corrigir o filhote de Beagle desde novo e mostrar para ele que você é o líder. Para alguns estudiosos, ensinar qualquer cachorro é difícil, todavia o Beagle torna essa prática ainda mais difícil.

Curiosidades a cerca do Beagle

– Você conhece o “Pocket Beagle”? Então, a Rainha Elizabeth I possuía um exemplar desta raça. Como o próprio nome indica, eles são Beagles de Bolso. Durante o seu reinado, ela criava uma quantidade de exemplares de Beagles em suas dependências, chegando a desenvolver, inclusive, uma variante da espécie de tamanho excessivamente pequeno, que media entre 20 e 23 centímetros de comprimento.
– Ocorreu no ano de 2013 um fato inesquecível relacionado a esss espécie: muitos ativistas libertaram vários Beagles do “Instituto Royal” os quais eram utilizados como animais de testes para medicamentos e os demais propósitos.
– Pelo seu faro apurado, o Beagle foi utilizado como um cão farejador em aeroportos, pela polícia dos Estados Unidos, a fim de que pudesse identificar drogas ou outros produtos ilícitos.