O Cão Chow Chow

O Cão Chow Chow Animais de Estimação Cães Raças de Cães

Origem e História do maravilhoso cão Chow Chow

Várias raças de cães foram feitas pelo ser humano com o decorrer do tempo, mas o Chow Chow foi uma das poucas que reteve várias de suas características desde sua raiz. Há notícias de estátuas do cão de mais de 4.000 anos e em registros redigidos a partir do período de 11.000 antes de Cristo.
A sua naturalidade, diferente do que muitas pessoas acreditam, foi na Mongólia e não na China, isto porque historiadores constatam que essa raça foi desenvolvida em nações que eram conhecidas especialmente por causa da selvageria, como os Mongóis.
Os chineses introduziram esta raça em um momento onde a China estava sendo invadida a toda hora. E eles eram conhecidos como cachorros de combate, a todo o momento sendo descritos como cães de aparência de leão, robustos e também muito poderosos. Reza a lenda que a escuridão da boca que o Chow Chow possui, nada mais é do que uma proteção contra os seres malígnos.

Atributos da Raça Chow Chow

O Chow Chow é regular, de aspecto leonino, porte vigoroso, digno e fiel, entretanto fechado. Em geral, é muito proporcional e ágil. Quando você fala em Chow Chow, a primeira imagem que vem a mente é a sua bela língua azul.
Para os cães da pigmentação creme, o focinho com uma coloração mais clara é assentida, seu crânio é bem amplo, e seu stop não é demasiado proeminente.
Tem pequenos olhos negros e de forma ovular. Existem também os espécimes com a coloração da pelagem semelhante a seus olhos, por exemplo: amarelos e azuis. Ele possui as orelhas distanciadas, bem densas, mas curtas. Seu dorso é encurtado, reto e forte, seu tórax é largo e profundo, e seu rabo é elevado, arqueado e bem colocado no quadril.
Possui um amplo e lindo pelo, bem espesso, sendo capaz de ser macio ou rígido, sensível sempre que acarinhado e com uma pelagem da parte interna aveludada. Sua pigmentação varia, tendo a possibilidade de muitas gradações: preto monocromático, vermelho, azul, pardo ou esbranquiçado, com nuances, porém sem qualquer mancha; acima do rabo e por sobre sua coxa, a coloração é, habitualmente, muito clara.

Estrutura Psicológica do Chow Chow

Na grande parte das espécies, o Chow Chow detém uma personalidade bastante serena e carinhosa, porém, ao mesmo tempo, conta com um belo impulso de caçador, defende seu proprietário com afinco, sendo inteiramente leal a ele. Ele, apesar de manso e tranquilo, pode se tornar agressivo com pessoas estranhas a sua convivência diária.
O treinamento e a socialização prematura são necessidades para a raça que tende a tornar-se birrenta e menos aberta ao treinamento depois de crescida. Não é indicada para donos inexperientes e que não saibam lidar com seu temperamento independente e dominante. O treinamento enquanto filhote colabora na constituição de personalidade e no ajuste à convivência com todo mundo. O Chow Chow, caso não seja habituado com outras espécies desde cedo, pode se revelar bastante agressivo e ofensivo.
Eles tendem a ser bastante aflitos, devido a isso passeie com eles frequentemente, para que não fiquem devoradores de suas coisas e bem inquietos. Mas, essa espécie não tem necessidade de grandes residências, sendo possível, ainda, habitar em apartamentos.

Vantagens de ter um Chow Chow

É possível falar que, na realidade, são os Chow Chow que selecionam os seus donos e não o oposto. Com indivíduos estranhos, eles são ainda mais arredios. Por sua proveniência como cão de guarda, o Chow Chow sustentou sua natureza territorialista e como raramente ladra, no momento em que isto ocorre é um indício de que existem razões bastante fortes para uma checagem.
Quanto mais a condição climática estiver quente, menos é aconselhado que ele realize atividades físicas, sem falar que seu vasto pelo auxilia esse aquecimento natural. Caso sejam bastante exigidos, a coloração da língua vai enfraquecendo-se, o que é um indício evidente de que precisam relaxar.
Apesar de sua pelagem abundante, não têm o hábito de cair muito pelo durante o ano, no entanto, no perído da ‘muda’, a queda é intensificada. Entretanto, essa raça tem que ser penteada diariamente. O pelo dos Chow Chow detém uma oleosidade inerente, então os banhos precisam de ser moderados e jamais imoderados.

Problemas comuns do Chow Chow

A genética do Chow Chow expõe que um dos grandes problemas de saúde do cão é uma irritação no olho chamada de “Entropia”. Tal conjuntura é originada por uma anomalia nas pálpebras. Por isso faz-se crucial a limpeza em sua zona óptica sistematicamente. A catarata é outra enfermidade frequente nos cachorros da espécie, assim como a displasia da bacia e a luxação nos joelhos.
Ainda, em determinados casos, é capaz de acontecer alguns problemas na pele e certas complicações hormonais.
Pelo fato de, anteriormente, o cão ter sido puxador de trenó, em algumas ocasiões há a possibilidade de ser complicado andar com ele pela rua, em razão disso é crucial o socializar, ou caso não seja possível, busque caminhar com ele na rua em momentos que estejam poucos indivíduos passando pela rua.

Como cuidar de um Chow Chow

É necessário amestrar o seu cachorro, mas compreenda que irá ser essencial bastante tolerância, indulgência e amor, todavia nunca deixe de fora a sua firmeza.
O estilo de pelo liso precisa de escovadela uma vez por semana; já o tipo mais áspero necessita ser escovado a cada dois dias, ou todos os dias durante a fase de troca de pelos.
A escova precisa ser leve e flexível, a fim de que consiga retirar os embolados. Caso haja algum nó, primeiramente remova-o à mão, logo após passe a escova calmamente. E banhe-os a cada 30 dias.
O Chow Chow consegue morar dentro da residência e deitar no piso, seja da cozinha ou em um quintal que ele considere agradável. O exercício se faz preciso continuamente.
Toda a alimentação do seu cachorro deve ser efetuada com muito comedimento, contendo proteínas, hidratos, gorduras, mineirais e vitaminas. Escolha uma ração com excelente qualidade. Se lembre de a todo o momento deixar uma tigela com comida e outra com água, constantemente perto do seu animal doméstico.

Os Filhotes do Chow Chow

Na triagem dos filhotes, é fundamental relembrar que, no momento em que os filhotinhos de Chow Chow nascem, apresentam a língua simplesmente rosada, que vai enegrecendo gradativamente até que se torna inteiramente “preto-azulada” quando eles têm 8 semanas de existência.
Mesmo que eles consigam ser excelentes cachorros de acompanhamento, não vão poder ser expostos e nem poderão ser empregados para criação, dado que essa é uma falta que o desprestigiaria.
Por suas características de temperamento, as crias precisam ter aulas de disciplina desde muito jovem. Os filhotes não são exatamente destrutivos ou arteiros, o que pode enganar os donos no que concerne à necessidade do treino para disciplina.
Dê alimentos a eles até 5 vezes, diariamente, até inteirar os 6 meses de vida. Com o passar do tempo, uma alimentação diária na parte da manhã e no fim de tarde já é suficiente.

Curiosidades sobre o Chow Chow

Não se pode afirmar perfeitamente as origens do Chow Chow. O que se sabe com relação a isso é: sua procedência é da China e provavelmente são provindos do Mastim Tibetano.
– A designação Chow Chow não é chinesa. Vem do britânico informal e era uma maneira usual de denominar os adornos e novidades originárias das nações asiáticas. Na China, a espécie é chamada de Songshi Quan, que significa “cão leonino empolado” em português.
– Podemos averiguar a procedência do Chow Chow, analisando sua língua. Caso seja mais rosada do que azulada, então não é uma raça autêntica.
Além do mais, é preciso fazer a tosa periodicamente a fim de que os pelos não fiquem invadindo os olhos do cão e prejudicando sua visão.
Ele não é uma raça notável em natação. Muitas pessoas são capazes de imaginar que os cães são bons mergulhadores, entretanto o Chow Chow é um caso à parte. Pela espessura da pelagem do Chow Chow, ela torna-se mais pesada e ele não pode suportá-la à medida que vai encharcando.